14/12/16 13h12

Investe SP fecha 2016 com números que indicam retomada da economia

Neste ano, o trabalho de prospecção da Agência resultou em 98 projetos captados, que somam R$ 50 bilhões em investimentos no Estado de São Paulo e podem gerar 84.186 empregos

Investe São Paulo
  • Download Francisco Rosa/ISP

    Para incentivar o empreendedorismo, a Investe SP promoveu em agosto o 1º SP Conecta,  evento que reuniu mais de 40 instituições de apoio ao ecossistema de inovação do Estado 

  • Download Francisco Rosa/ISP

    Em abril, a Investe SP ajudou a internacionalizar centenas de empresários da região de Sorocaba com Poupatempo do Exportador e seminários de capacitação gratuitos 

  • Download Isabela Pauzer/ISP

    Em dezembro, Geraldo Alckmin participou da inauguração da primeira fábrica de painéis solares no Brasil, projeto apoiado pela Investe SP

  • Download Dieter Castañeda

    A Agência promoveu missões comerciais para Colômbia, Peru e Argentina dentro do projeto SP Export, que contaram com rodadas de negócios e pesquisa de mercados estrangeiros

A Investe São Paulo fechou 2016 com números que indicam tendência de retomada da economia nos próximos anos. Trata-se do trabalho chamado de prospecção que, neste ano, envolveu 1.736 empresas, 17% a mais que as 1.487 contatadas em 2015. A prospecção é um processo de abordagem e contatos que funciona como uma grande “peneira”, que, em 2016, resultou em 98 projetos de investimentos captados, 31% a mais que os 75 de 2015, informou o presidente da Agência, Juan Quirós, ao avaliar os números finais do ano e da sua gestão.

Esses 98 projetos representam investimentos que somam R$ 50 bilhões, 306% a mais que os R$ 12 bilhões efetivados de 2015. “E melhor ainda: os projetos captados podem gerar 84.186 empregos, 222% a mais que os 26.127 a serem criados com os investimentos captados em 2015. Diante desses números, está claro um sinal de retomada do crescimento. As empresas estão olhando mais para o Estado de São Paulo”, comemorou Quirós.

O potencial do Estado de São Paulo, apesar da crise nacional, continua atraindo a atenção de investidores por conta da sua infraestrutura, seu mercado de 44 milhões de consumidores, suas universidades e cursos técnicos. “Nos anos de 2015 e 2016 anunciamos 64 projetos, com investimentos que geraram 14.012 empregos diretos. Estes são os números apenas da Investe SP, mas o Estado recebe centenas de novas pequenas e médias empresas, registradas pela Junta Comercial, a Jucesp, outro importante indicativo da dinâmica paulista”, destacou.


Exportações

O incentivo às exportações de produtos paulistas, praticado nos últimos dois anos pela InvesteSP, pode dar novo impulso à economia, segundo Juan Quirós. ”Lançamos o SP Export, com orientação do secretário Márcio França e do governador Geraldo Alckmin, que incluiu serviços como o itinerante Poupatempo do Exportador e o PEIEX, que atendeu 700 empresários, com treinamento nas empresas para ensinar as boas práticas de exportação”, observou.

A conquista de novos mercados no exterior foi incentivada também por missões comerciais realizadas na Colômbia, Peru e Argentina, com negócios da ordem de R$ 233,3 milhões para cerca de 200 empresários paulistas, que mantiveram contato com 120 empresários colombianos, 113 peruanos e 255 argentinos. A missão à Argentina contou com a presença do governador Geraldo Alckmin, que foi recebido pelo presidente Maurício Macri, quando trataram do incremento das relações comerciais e institucionais entre o Estado de São Paulo e a Argentina.

O primeiro resultado foi a assinatura de um termo de cooperação entre a Investe São Paulo e a Invest Argentina. Outra missão, aos Emirados Árabes, resultou na autorização para empresários paulistas utilizarem centros de distribuição no Porto de Dubai. Ainda este ano, em viagem aos Estados Unidos, a Investe SP conseguiu espaço para empresas de São Paulo usarem os escritórios da Apex-Brasil em Miami para expandir seus negócios na América do Norte.


SP Conecta

A Investe SP também promoveu o empreendedorismo com a realização do 1º SP Conecta, que reuniu mais de 40 expositores interessados em incentivar startups. Em novembro, também foi lançado o Mapa Digital do Sistema Paulista de Apoio à Inovação, uma ferramenta de localização e incentivo da cadeia de empreendimentos inovadores. Na mesma linha foi assinado convênio com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) para fomentar a inovação no Estado junto às startups.

Nos últimos dois anos, a Agência realizou outros eventos importantes, como o de atração de investimentos privados para a saúde, com 360 participantes; o seminário de incentivo aos parques tecnológicos, que atraiu público de 420 profissionais ligados ao tema; um encontro de investidores internacionais, com representantes de 45 países e várias ações de capacitação das prefeituras com vistas a dar orientação para tornarem as cidades paulistas mais atrativas aos empreendedores.